Noites viradas

Calma gente, não virei noite indo pra farra. Há algo de mais nobre em minhas madrugadas acordado. Para quem ainda não sabe eu estou fazendo mestrado em administração de empresas na Fundação Getúlio Vargas aqui em São Paulo. E como se preza qualquer mestrado, a carga de leituras é absurdamente grande. Para dar conta de tudo a contento só se eu fosse dois (alguém aí já achou uma máquina de clonagem? Juro que to precisando de uma). Mesmo antes do mestrado eu já fazia peripécias pelas madrugadas por causa dos estudos (xiiii, ele é nerd. Sim, sou nerd!). Para manter-me acordado, tinha como recurso o Red Bull e sempre a empolgação de fazer o trabalho quando o assunto era interessante e este, por sí só, me mantinha acordado.

Confesso que a privação de sono no outro dia é de deixar louco. Menor capacidade de processamento de dados pelo cérebro e geralmente fico com dor de cabeça. MAS se eu entrar em um ritmo acelerado desde manhã cedo, nem sinto esses sintomas, continuo ligado no 220V e vou até o final do dia. Sei que isso é extremamente prejudicial a saúde física e mental, sei que se minha família ler isso vão puxar a minha orelha (minha mãe tá estudando, ao menos ela faz quase as mesmas coisas que eu), mas em certos momentos é necessário.

Após dicas de amigos, como o @Castellito, do Porão do castello, e o @NandoSantos cortei o Red Bull da rotina de noites viradas. Hoje, me mantive acordado só pelo interesse no trabalho que estava fazendo (mentira, o trabalho era chato, mas me mantive acordado sem ajuda de nada mesmo assim) e cá estou postando aqui antes das 06:00h (agendei o post para as 08:00h).

A @Crodia vai começar o seu mestrado (PARABÉNS) e já já vai descobrir pelo que estou passando.

Aos que queiram virar noites estudando, façam! É prejudicial sim, mas alguns esforços valem a pena pelos resultados que colhemos no futuro.

Anúncios

Sobre Maick Costa

Stay hungry, stay foolish

Publicado em 02/09/2010, em My stories. Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

  1. Como se eu não soubesse o que são viradas e noites perdidas estudando, trabalhando…
    Com o tempo a gente pensa que aprende a administrar melhor: as demandas, o espaço-tempo, as prioridades… Vou experimentar estas hipóteses também no mestrado! 😉
    Obrigada querido pelos parabéns! Todos que lutam merecem parabéns! Então, parabéns pra ti também!
    @crodia

Comentaê

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s