11/09

O que vocês estavam fazendo em 11 de setembro de 2001? Lembram? Motivado pelo post do meu amigo Fernando (@tantotupiassu) eu ia apenas fazer um comentário no blog dele, mas acabou que me empolguei nas palavras e quase fiz um livro. Então, fazendo um pouquinho de “merchan”, deixo aqui o comentário, em forma de post, que eu ia fazer no Domisteco.

Eu também lembro de todos os detalhes daquele fatídico dia. Estávamos, minha irmã e eu (o burro vem na frente), aguardando nosso pai para nos “resgatar” do colégio (estudávamos no Gentil Bittencourt) para irmos para nossa “housedência”.
No momento em que entrei no carro meu pai “jogou a bomba” (sic) e me disse: “jogaram um avião no Pentágono”. Eu simplesmente não acreditei, arregalei os olhos como quem se depara com algo extremamente assustador e inacreditável ou até sobrehumano pois eu, na minha inocência, no auge dos meus 15 anos de idade, tinha a imagem daquele centro de inteligência e defesa norte-americano como o lugar mais seguro do mundo.
Nunca ia imaginar que o TODO PODEROSO Estados Unidos deixassem ser atingidos em pleno coração de sua defesa (porquê o avião não foi abatido antes de se chocar com o Pentágono?). Ligamos o rádio do carro e, para aumentar minha já aterradora expressão, confirmamos a terrível história. Ainda havia piores desdobramentos: uma das torres gêmeas, um dos símbolos de Nova York, havia sido atingida também. 3ª GUERRA MUNDIAL! (foi a primeira coisa que pensei).
Chegamos em casa e a televisão mostrava repeditamente as imagens do avião se chocando contra a torre e logo depois, com imagens mais horripilantes possíveis, o outro avião indo de contra a segunda torre. (pronto, agora F*&$%!)
Não consegui “desgrudar os olhos” daquelas imagens que ali passavam sob minhas retinas e continuava a não acreditar em tudo que estava acontecendo.
Não almocei nesse dia, passei a tarde toda em frente a televisão vendo todas as notícias possíveis sobre o acontecido e até hoje me pergunto: o que realmente aconteceu? Como gosto de teorias de conspiração, acredito que não descobriremos a verdadeira história por trás disso tudo.

E vocês? O que estavam fazendo?

Anúncios

Sobre Maick Costa

Stay hungry, stay foolish

Publicado em 11/09/2010, em Sem categoria. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Comentaê

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s