McDia Feliz

Intrigado por alguns comentários de amigos no twitter, facebook, linkedin e afins, uns criticando as pessoas que compram o Big Mac no Mc Dia Feliz (dia em que toda a receita do sanduíche é revertida ao combate ao câncer infanto-juvenil), outros mostrando que estão comprando o lanche e ajudando a causa, decidi fazer esse post. A minha opinião é de que a campanha é válida. Durante o ano todo, uma parte da receita desse sanduíche é revertida à causa e em um determinado dia do ano, toda a receita do Big Mac é revertida à causa. Por obrigação ou não para com a sociedade, a campanha é válida. Se a empresa deve ou não explorar comercialmente, é outra discussão. A ideia desse post é de deixar a opinião de algumas pessoas sobre o Mc Dia Feliz, então lá vai:

Qual a opinião de vocês sobre o Mc Dia Feliz e as pessoas que aderem à campanha?

Elias Sassim, fisioterapeuta, 23 anos:

Seria muito clichê da minha parte ligar a ironia doação da rede de “fastfood” contra o câncer infantil cujo o principal público alvo são as crianças . Mas insisto no clichê.

Mas vamos ver pelo lado bom e irônico. É o mínimo que uma empresa responsável por estimular maus hábitos alimentares em crianças(através do palhaço Ronald, o palhaço amigão que “presenteia” brinquedinhos) e por vender inúmeros alimentos que aumentam o risco ao câncer, faça uma campanha desse porte. Eu mesmo não acho que comendo um hamburguer estarei fazendo bem a alguém! Na verdade vou estar ajudando a industria do refrigerante, COCA COLA ASSIM EM CAIXA ALTA, que também é um mega mal para a saúde. Fui pesquisar sobre tal doação e encontrei a suposta verdade que somente a renda do Big Mac (descontado os impostos) será doada, o preço pago pela bebida e batata frita não é repassado às instituições.

Se querem ajudar as crianças com câncer, entre em contato com uma instituição, como por exemplo a AVAO e faça a doação, aproveite e faça uma visita para entender a verdadeira realidade do câncer. Elas adoram receber visitas, presentes e carinho. Isso basta além da doação para uma criança com câncer, seja lá qual for.

E vamos parabenizar a Mc que pelo menos ajuda a pagar o tratamento de “alguns” pacientes que ela mesma manda pro hospital. Não quero culpar a Mc pelos problemas do mundo, apenas pelo câncer e obesidade que predispõe o organismo a uma série de doenças. Quem nunca se acabou num lanche da Mc que atire a primeira pedra. E como pode chover pedra.
E antes que alguém me acuse de sofativismo, quero que saibam que sou da área da saúde, já trabalhei com paciente CA e tenho 3 casos na minha família, percebendo que o 4 pode ser eu mesmo.

Agradeço ao amigo Maick Costa pela oportunidade de debater tal assunto. Isso é bastante importante para o crescimento e conhecimento de todos, parabéns pelo blog!

Abraço.

Miriam Vale, mestranda em administração, 28 anos:

É engraçado e irônico você fazer um bem para uma terceira pessoa, que você nem conhece e ao mesmo tempo fazer um mal para si mesmo. Acredito que os níveis de sódio e gordura de um inocente Big Mac devam ser altíssimos… Portanto, por que antes de tentar ajudar ao próximo, não ajudar a si mesmo? A atitude, por exemplo, do IBCC (hospital que minha saudosa avó Natalina foi cuidada durante longos anos dos 3 cânceres que ela teve e curada de todos, graças aos médicos e a Deus!) de fazer uma caminhada e corrida contra o câncer de mama é muito mais bacana e saudável.

O engajamento com os pacientes – de fazer visitas, dar atenção, carinho – é muito mais válido, além de ser possível também fazer doações diretamente para estas instituições, sem supostos “bons intermediadores” do monetário como o Mc Donald’s.

Assim, vale lembrar também para aquelas pessoas, que assim como eu, tem grande propensão de ter câncer, porque possuem o fator genético, revejam sua dieta e sua rotina de exercícios. É super recomendado não ingerir muita carne vermelha e ter pelo menos 3 horas de exercícios. E gordura?! Bem, melhor nem comentar, isso é um veneno… Melhor comer a gordura saudável e não saturada como azeite cru, nada frito como os hambúrgueres-do-bem do McDonald’s… Ou seja, bem diferente do cardápio sugerido pelo fast food…

Não acho inválida a doação do gigante americano do ramo de lanchonetes para as crianças e adolescentes com câncer. Toda a ajuda é válida em um momento tão delicado como este. Entretanto, incitar as pessoas a comerem mais calorias vazias, deveria ser repensado por este setor econômico, uma vez que ter uma vida não saudável reduz a expectativa de vida dos próprios consumidores deste tipo de estabelecimento e por que não falar mais claramente e dizer que no longo prazo eles não terão mais clientes já que todos morrerão precocemente obesos e com suas veias entupidas?!

Pois é, prefiro MUITO mais o lanche de dona Suely, minha querida mãe ao invés de ir a uma lanchonete e supostamente fazer o bem. Bem?! Para quem?!

Anúncios

Sobre Maick Costa

Stay hungry, stay foolish

Publicado em 31/08/2011, em Business e marcado como , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Comentaê

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s