Arquivo mensal: dezembro 2011

A Utopia e o “Pensar fora da caixa”

No princípio era o verbo. Mover-se de forma confortável pelo infinito mar azul. Construir um iate que se assemelhase a uma residência. Quem aí pensou em uma arca idêntica a de Noé levante a mão ( o/ ). Mas não meus amigos, o pessoal do BMT Nigel Gee teve, o que pra mim foi exemplo de vida sobre como pensar fora da caixa, eles criaram o Utopia.

O briefing era simples: “um imóvel flutuante que pudesse ser movido entre boas locações’. Até então o simples e o simplório poderiam estar juntos na realização dessa tarefa, basta fazer uma casa em cima de um barco. Elementar para quem tem no sangue a incapacidade de pensar que podemos fazer de outro jeito, que podemos pensar fora da caixa, porque não fazer diferente? A idéia do iate Utopia nasceu a partir do momento em que eles concordaram que o design nao deveria ser, necessariamente, igual ao de um iate tradicional.

Como vemos na figura e no vídeo, o design do Utopia foge dos padrões náuticos vistos até então. Medindo 100 metros de largura e com quatro, gigantes, pernas, o Utopia inova no segmento marítimo e abre nossa mente para a criatividade sensorial, fazer bem o simples é bom, mas e fazê-lo de forma funcional é melhor ainda.

Uma centelha de criatividade, a utopia de realizar-se, de “olhar do lado de fora’, a necessidade de fazer diferente. Tudo isso faz parte, ou pelo menos deveria, da evolução do ser. Como diz o poeta do Orkut:”Sem saber que era impossível, ele nem foi lá”. Não adianta focarmos no sucesso se não temos o amor pela vitória de chegar lá. Para mim, o Utopia é a prova de que não precisamos ser os melhores, basta não sermos sempre os mesmos.

[NOTA DO EDITOR]: O autor do post estava inspirado. Ou fumou alguma coisa, ou anda reflexivo… sei lá.

Windows Remix

Olá mamíferos,

Muita gente ainda hoje usa o maravilhoso, leve e brega Windows XP para seu dia-a-dia. Já ouvi boatos de que na verdade não existe Windows XP Original, ele foi divulgado via Torrent pelo Pirate Bay. Já vi gente fazendo temas absurdamente pesados com fotos de mulher pelada ou sons de gemido no lugar do maravilhoso “PAM!” quando dá erro.

Já vi até camisas para a tão vista e odiada Tela Azul da Morte (Quando o Windows inventa, sem motivo algum, te fazer uma sacanagem. Geralmente ele espera você estar jogando há umas 3 horas seguidas ou concluindo seu TCC sem ter salvo nada). Mas utilizar sons e imagens (que sempre me deram raiva) para fazer uma musica boa e dançante foi genial.

Skynet na Robotech

Olá mamíferos,

Cerca de 300 empresas estão participando desde quarta (30/11) da feira Robotech, em Tóquio, uma das maiores do mundo em seu setor. Nessa edição da feira são apresentados dispositivos robóticos (dããã!) para oferecer possíveis soluções para a terra natal do Jaspion, pelas seqüelas da catástrofe sofrida em 11 de março.

Até aí tudo bem. Tudo muito lindo! Uma causa nobre e muito digna (chego a comparar ao Mega Man), porém dois protótipos me chamaram muito a atenção nesse vídeo. Vamos agora realizar a análise situacional de cada um dos dois:

1 – Baby doll que recarrega a bateria do celular! ( WHAT???)

Skynet na robotech

Tá bom! Digamos que você, o que eu duvido muito, resolva adotar essa modalidade bizarra de levantar a bandeira da sustentabilidade. Lá está a sua pessoa dentro do ônibus LOTADO e jogando Angry Birds enquanto escuta música. Sua bateria vai pro saco, aí o que você faz? TADÃAAN. Simples! É só plugar seu celular à sua roupa (quero acreditar que não seja a sua primeira camisa. Se for comprar uma dessas, POR FAVOR use algo menos idiota por cima ok?) e esperar, calma e pacificamente, que seu celular recarregue antes de você chegar à sua parada. Legal né? Agora imagina a cara do seu Nonô aí no banco do seu lado, te olhando e vendo essa presepada? Vamos para o próximo…

2 – O braço do Exterminador do futuro está a venda!

Volte pro vídeo e pare em 0:14.

Santo Deus

E você achando que a Skynet era pura fantasia…

[NOTA DO EDITOR]: Tô com a mesma cara do meme acima…

A marca de São Paulo

Uma marca para a cidade de São Paulo. Já que temos uma marca para o Brasil, porque não para uma cidade? O órgão de turismo da cidade de São Paulo – SPTuris estabeleceu o desafio de construção da marca. Os objetivos que a marca deveria atingir eram: valorizar diferenças, mostrar contrastes e respeitar culturas que transcendem a principal capital do Brasil.

O vermelho – MASP; O amarelo – Liberdade; O verde – parque Ibirapuera; Os azuis – Avenida Paulista e rios da cidade.

O que é mais importante, para mim, é que a cidade ganhando uma marca, deixa-se de divulgar esse ou aquele governo. Acaba-se com a mudança de cores a toda nova entrada de governantes. Um ponto muito positivo para a gestão pública que reduz gastos desnecessários. Sem contar que padroniza-se os investimentos turísticos em prol da cidade. Facilita a divulgação da cidade para a atração de turistas. Melhora a visibilidade. E ainda tem possibilidade de receitas com produtos licenciados. Curtiram a marca? Acredito que outras cidades mereçam isso, hein?

Fonte: Meio & Mensagem

Chinês cria “Transformer”

Antes que você tenha um infarto eu vou explicar. Como já não bastasse toda a esquisitice da criatividade do povo oriental com cobras, ervas, ratos e morcegos fazendo parte da milenar medicina chinesa eu até entendo. Lagartos ressecados bons para tosse, pedra nos rins e até mesmo impotência eu agüento, mas existe algo ainda mais “no sense” rolando em terras chinesas…

Huang Lianfei gastou um mês da sua vida chinesa na cidade de Shenyang, província de Liaoning (como se você soubesse onde é) para fazer uma escultura gigante de um robô inspirado em Transformers, só que com peças usadas de carros (E eu com isso?).

Já viu exposições onde os “artistas” pegam aqueles objetos mais chatos e sem sentido e dizem que ele faz referência a prosopopéia do pensamento retórico mesozóico e paleolítico e, além de ganharem prêmios, ficam ricos com tanta publicidade? Pois é! Enquanto isso, nosso amigo Huang Lianfei faz um clone de um Autobot e ninguém sabe ao menos pronunciar o nome dele direito. Puta mundo injusto, viu?

Não gostou? Pode me “escrotizar” ai embaixo.

[NOTA DO EDITOR] Esse chinês tá ministrando curso? Preciso entrar em contato com ele.

%d blogueiros gostam disto: