Arquivos do Blog

A Utopia e o “Pensar fora da caixa”

No princípio era o verbo. Mover-se de forma confortável pelo infinito mar azul. Construir um iate que se assemelhase a uma residência. Quem aí pensou em uma arca idêntica a de Noé levante a mão ( o/ ). Mas não meus amigos, o pessoal do BMT Nigel Gee teve, o que pra mim foi exemplo de vida sobre como pensar fora da caixa, eles criaram o Utopia.

O briefing era simples: “um imóvel flutuante que pudesse ser movido entre boas locações’. Até então o simples e o simplório poderiam estar juntos na realização dessa tarefa, basta fazer uma casa em cima de um barco. Elementar para quem tem no sangue a incapacidade de pensar que podemos fazer de outro jeito, que podemos pensar fora da caixa, porque não fazer diferente? A idéia do iate Utopia nasceu a partir do momento em que eles concordaram que o design nao deveria ser, necessariamente, igual ao de um iate tradicional.

Como vemos na figura e no vídeo, o design do Utopia foge dos padrões náuticos vistos até então. Medindo 100 metros de largura e com quatro, gigantes, pernas, o Utopia inova no segmento marítimo e abre nossa mente para a criatividade sensorial, fazer bem o simples é bom, mas e fazê-lo de forma funcional é melhor ainda.

Uma centelha de criatividade, a utopia de realizar-se, de “olhar do lado de fora’, a necessidade de fazer diferente. Tudo isso faz parte, ou pelo menos deveria, da evolução do ser. Como diz o poeta do Orkut:”Sem saber que era impossível, ele nem foi lá”. Não adianta focarmos no sucesso se não temos o amor pela vitória de chegar lá. Para mim, o Utopia é a prova de que não precisamos ser os melhores, basta não sermos sempre os mesmos.

[NOTA DO EDITOR]: O autor do post estava inspirado. Ou fumou alguma coisa, ou anda reflexivo… sei lá.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: